Um Blog para escrever o que me vai no coração, inspirado num blog de um amigo e com o incentivo dele.

27
Ago 09

Fecho os olhos...

o meu coração bate cada vez mais forte

bate num tic tac acelarado

de certeza que bombeia a mais alta velocidade como se de um alfa se tratasse!

 

Fecho os olhos...

recordo o teu sorriso

vejo-te a caminhar à minha frente

de certeza que vou cair!

 

Fecho os olhos...

o cheiro do teu cigarro chegou até mim

os teus gestos inquietos não acalmam

de certeza que a mão vai vir ter comigo!

 

Fecho os olhos...

agora sou eu quem caminha frente a frente

os teus olhos brilham

de certeza que não me agarras!

 

Fecho os olhos...

a tua voz continua presente como no 1º dia

o teu sorriso continua na minha memória

de certeza que me vais escapar!

 

Fecho os olhos...

agarro a cabeça

deixo-a cair sobre as mãos que estão apoioadas na secretária

de certeza que não é hoje!

 

Fecho os olhos...

tantas perguntas me invadem

tantas indecisões aparecem

de certeza que respostas não chegarão!

 

Fecho os olhos...

sinto as tuas mãos a percorrer as minhas costas

a tua respiração junto do meu ouvido

de certeza que amanhã estás longe!

 

Fecho os olhos...

o teu toque é mais real do que talvez deveria ser

os teus beijos não se esqueceram

de certeza que as lágrimas irão cair!

 

Fecho os olhos...

recordo a vergonha do 1º encontro

os pedidos dos beijos

de certeza que tudo foi em vão!?

 

Fecho os olhos...

existe a vontade de voltar a viver tudo novamente

o comboio não se perde de um dia para o outro

os sentimentos não se apagam com uma simples borracha

as lágrimas caem porque não te tenho comigo

liga o teu gps e sabes onde me encontrar

de certeza que tudo ficará neste pequeno texto!

 

beijos

 

www.youtube.com/watch

publicado por Joaninha às 03:32

26
Ago 09

Existe uma música que adoro ouvir mas que o melhor é nem a ouvir, mas digo-vos que neste momento é a que está a tocar...

Uma música que faz muitas perguntas, que tem uma sonoridade linda, 2 vozes que dão o toque especial e romantico à musica, pede para guardar o que há de mais profundo num sentimento, pede o maior desejo de uma paixão... e as perguntas sempre aparecer. As inconstantes indecisões, a vontade da imortalidade, e ao mesmo tempo a vontade de preferir não viver o momento! É sem dúvida uma música sentida...

É verdade, uma música que me mostra a realidade do momento...

Sinto-me revoltada porque querias respostas, queria ir, queria o desejo de..., mas sei que apenas posso ter o que a mim está destinado! E como sempre não aceito determinadas justificações, determinadas respostas, porque lá no fundo eu queria era ouvir outras coisas...

Já tive momentos na minha vida para desistir de tudo, momentos em que dei por mim a pensar que nada vale a pena, momentos em que fechava os olhos na esperança que se mantessem assim durante muito tempo, momentos de puro desespero... Ninguém imagina o que é estar sentado e olhar à volta, ver que o mundo gira, tem luz, vida e cor e que nós não conseguimos ver nada disso por muito que nos tentem dizer que está tudo ali ao nosso lado! São momentos destes na vida que não deviam existir!

 

Depois de ter ultrapassado tantos destes momentos, olho para trás e digo que ainda bem que a minha vida mudou!

 

Hoje, digo que se pudesse voltar uns anos teria tido pulso mais firme e levado avante a minha vontade de menina imadura.

Hoje, preferia não ter nunca falado com algumas pessoas que passaram na minha vida.

Hoje, arrependo-me do que não fiz.

Hoje, digo que todos os muros crescem com a firmeza que lhes queremos dar.

Hoje, digo-te... trepas-te o muro que eu estava a construir, fizeste-o no momento mais inconstante...

Hoje, esse tal muro voltou a ser erguido e só quem realmente mostrar é que conseguirá lá chegar!

 

Tenho pena que assim seja, mas a vida assim obriga!

Ninguém é substituivel... mas todos têm direito a um lugar especial, basta querer ;)

Eu quero ser especial para alguém e em alguém...

 

Beijos

publicado por Joaninha às 20:37

Boa tarde,
Hoje, cheguei a casa e ao ouvir música cresceu em mim uma vontade súbita de escrever, sem sequer olhar para o monitor, apenas olhar para o teclado e escrever sem em nada pensar!
Pois... conforme está escrito no título isto é a revolta (normalmente o titulo é sempre a última coisa, mas hoje foi a 1ª que escrevi)...
Tenho em mim uma revolta que ninguém ainda teve o poder de fazer esquecer, de fazer ultrapassar, é uma revolta que as noites vão apagando aos poucos e muito devagarinho... Há noites em que provocam com que a revolta aumente, mas depois há sempre outras noites que vão desmitificando as coisas, a confusão do meu pensamento, a revolta do meu coração...
Hoje, depois de ter trabalhado em prol do meu futuro, vi-me entregue à bicharada, ao mundo dos negócios e com uma sensação de que não vai ser fácil, mas muito ambicioso, o que acaba por dar alento a isto tudo!
Odeio, mas odeio mesmo quando na minha vida existem pessoas que falam de mim pelas minhas costas, pessoas que não acreditam nas capacidades dos outros, pessoas que apenas criticam com o objectivo de deitar abaixo, pessoas que por muito que tentem não mostrar têm a chamada dor de cotovelo, inveja que se vê nos olhos e nas atitudes, pessoas que me mentem, pessoas que escondem o que sentem, pessoas que me evitam sem que razões tenham, pessoas que fogem de mim porque apenas não querem explicar determinados porquês!
Mas será que estas pessoas são assim tão "burrinhas" ao ponto de não perceberem que eu percebo isso tudo, que ouço, que vejo, que sinto, que sou humana acima de tudo, e que apenas não falo nem comento porque vou gastar a minha beleza?! Estas pessoas pensam que podem dizer e fazer tudo à sua vontade e depois enchem a boca para se vangloriarem!
Sinceramente, estou farta destas pessoas... mas pelo que me parece as outras também não devem ser muito diferentes! O mundo é assim, composto por gente boa e gente má!

É uma revolta que ninguém ma tira, é dificil de passar em vão!
É uma revolta que se manifesta em situações pontuais...
É uma revolta que provoca a vontade de dar estalos em determinadas pessoas...
É uma revolta que dá vontade de fugir desta cidade, deste país...
É uma revolta que dá vontade de insultar...
É uma revolta que não se manifesta...
É uma revolta que apenas se sente...
É uma revolta silenciosa e revoltante!
publicado por Joaninha às 20:16

24
Ago 09

Boa noite,

 

Agosto é sem dúvida um mês comprido. É estranho... Tem os mesmos dias que os outros meses mas parece mais longo... Talvez porque feriados não existem! Não sei explicar!

 

Metade deste mês foi passado em sala. Aprendi muita coisa e consegui atingir o objectivo ao qual me propus! A dia 19 fiz um exame que me abriu as portas para um futuro, que espero eu muito interessante. Agora estou de férias, e a partir da próxima semana volto à continuação de tudo mas noutra cidade.

 

Apesar de andar empenhada nesta nova fase que a minha vida está a tomar não deixei de lado a diversão... As saídas ao fim de semana não desapareceram, fui sempre divertir.me, para poder também relaxar e esquecer a pressão semanal. Tenho tido fins de semana espectaculares, finais de dia diferentes e noites que já há muito não tinha. Tudo isto são novos ares à minha imagem, à minha vida. Quem tem amigos tem tudo!

 

Este fim de semana foi cheio de momentos novos e giros.... O texto mais belo sobre o fim de semana está em http://juanita-moveon.blogspot.com/. Basta passar por lá e dar uma vista de olhos!

 

Este mês quase não escrevi, mas vou tentar escrever um pouco mais, ando com falta de inspiração!

 

Bjo

 

 

publicado por Joaninha às 21:03

Boa noite para uns e Bom dia para outros!


Um fim de semana chegado ao fim...

Tentando fazer um apanhado do que foi este fim de semana, poderia dizer que foi no mínimo interessante cheio de momentos interessantes. Foi sem dúvida diferente e que aos meus olhos e vontade poderia ser repetido mais vezes!
Uma sexta à noite, após descansada em casa todo o dia, eis que fui iniciar e terminar um bom bar de Gaia, o bar em que todos cantam e muitos encantam! Pois é reabriu após umas mini férias... Continuei a ser bem recebida, acarinhada por todos, desde quem canta ao micro os nomes dos encorajados até quem serve as bebidas. São todos uns queridos, sinto-me muito bem nesta casa, e continuarei a lá ir... ;)
A noite não terminou muito tarde, no dia seguinte era dia de trabalho para outras pessoas, portanto toca a ir descansar!

Sábado, um dia que se mostrava igual à sexta-feira. Ia ser uma tarde passada em frente ao computador a ouvir música e a inventar mais coisinhas para fazer, nem que fossem uns meros comentários que pudessem ser um pouquito engraçados, porque de palhacita não tenho nada, hihi
Recebi um convite de um amigo... Paradeiro foi a praia... Sempre pontual como sempre lá saí de casa e estive uns breves minutos à sua espera ;) (claro que isto foi mais ao contrário). Passamos a tarde à beira-mar, a pôr a conversa em dia... Afinal até se revelou mais do que aquilo que se fazia acreditar. Simpatia e boa disposição sempre presente naquela mesa escondida no canto do bar! Mais não poderei adiantar, só que foi uma tarde diferente, e que acabei por não jantar.
Paradeiro seguinte foi o cinema. Foi uma saída inesperada mas muito bem vinda, revi amigos com quem já não estava à uns tempos... O filme muito bem escolhido! Adorei!

A noite não acabou por aqui, porque havia vontade de ir dançar um pouco... Mas fui parar ao bar do Karaoke, noite muito fixe...

Outro amigo não se esqueceu do que me tinha dito e levou-me até ao Forte de São João! Bem... Nunca lá tinha ido, não fazia ideia de como era o ambiente, apenas estava familiarizada e muito pouco através de fotos. O espaço excelente, ambiente óptimo, repleto de pessoas bonitas... Lá vi o nascer do dia. Foi uma noite e tanto! Comprida, talvez diria!

Acabei a noite já de dia deitada entre os meus lençóis e a cabeça escondida, pois os passarinhos cantavam, a luz estava intrometida pelas frinchinhas da persiana... Dormi o suficiente para iniciar um Domingo que também já se esperava ser diferente!
Poucas horas descansei, mas a vontade de estar com os amigos do Luxemburgo também não me deixou ficar na cama a "ronronar". Fiz-me ao dia e toca a levantar. Finalmente conheci a Paula e os filhotes ao vivo e a cores. Fomos almoçar e passamos a tarde todos juntos...
São uma família muito gira, com uns filhotes lindos, simpáticos, faladores, espectaculares mesmo. As minhas Leonidas desta vez não vieram, mas deixem chegar o Inverno que vou ter direito a elas ;) Não vieram os doces, mas trouxeram com eles a boa disposição, a vontade de falar, de matar saudades, de saber um pouco mais, a vontade de rever talvez amigos (se assim eu poderei ser deles).

Foi, sem dúvida alguma, um fim de semana cheio de emoções, de coisas novas, de viagens, de novos ambientes... Mas acho que estou a ficar sem pedalada para isto, pois cheguei agora a casa e estou a cair de sono! Amanhã espera-me um dia para resolver pendentes e para tentar relaxar, será que vou ser capaz de estar ao nível do que me propus para o 1º dia da última semana do enorme mês de Agosto?!
Hummmm.... Vejamos! Depois direi algo!

Beijos
publicado por Joaninha às 04:37

19
Ago 09
boa noite,
um dia que começou vindo de uma noite que terminou de uma forma diferente. uma noite que trouxe até mim palavras e pensamentos e que desapareceram como se de uma nuvem de fumo se tratassem. o adormecer levou tudo e só com o abrir dos olhos ao som do cântico dos passarinhos no parapeito da janela é que voltaram as memórias do que possa ter permanecido no inconsciente! o acordar trouxe o sorriso que anda todo o dia no rosto e arrasca consigo a boa disposição contagiante, o brilho dos olhos que não pode faltar...
o dia foi diferente, com o requisito principal da concentração, que por muitas vezes não se fazia notar. uma concentração que desaparecia, mas que no instante seguinte, num pequeno clique ela voltava e despertava em mim todos os sentidos. uma concentração essencial ao bom desempenho do dia! foi um dia comprido e exausto! uma viagem sem direito a bilhete, mas que funciona como se de um comboio fosse, tens de andar ligeiro para apanhar, ele não espera por ti, mas tu tens de ir até ele, lá está tudo, basta o teu esforço e dedicação! não precisas de bilhete, apenas do teu corpo presente de corpo e alma e muita, muita vontade de triunfar!
o dia terminou de volta de folhas, vira para um lado, vira para o outro, faz contas, apaga aqui, apaga ali, desta vez não deu certo mas porquê?!, agora não esquecer de....
as horas passaram e eu continuava de volta das folhas, letras e números!
a noite terminou com ansiedade, um certo nervosismo, e até lágrimas!
pois, o meu dia não foi feito só de concentração, a desconcentração já vinha da noite anterior arrastada para o dia e vinda pela mão para a noite! uma desconcentração talvez despropositada mas incontrolada!
as lágrimas caem uma vez, um dia, hoje, depois secam, amanha já não há nada, volta tudo ao normal, acorda-se com um sorriso estampado no rosto, uma boa disposição matinal, a voz em tom baixo acompanha-me chamando a atenção dos mais adormecidos que têm de voltar a perguntar tudo mais de perto, o caminhar calmo do inicio de dia... começa um novo dia!
amanhã é um dia muito esperado, um dia para vencer, para mostrar algo mais. vai ser um dia mais agitado mas espero eu que muito muito bom!
e para mim, também desejo muita muita sorte, que os seres mais altos, que os deuses e Deus me ajudem a triunfar!
Beijos e boa noite
Ps.: este texto está a ser escrito pela 2ª vez, pois o 1º ao gravar desapareceu :S
publicado por Joaninha às 02:41

14
Ago 09
Boa tarde,

Faz hoje precisamente 10 anos que estava vestida a rigor, toda arranjadinha e na festa de casamento do maninho! O dia foi muito giro, estava um calor tal como hoje.

Por acaso, este dia faz-me lembrar de alguns pormenores da minha vida, mas num instante recordo-me que já passaram 10 anos... À 10 anos atrás eu era uma miúda acabadinha de fazer 18 aninhos, com um sorriso estampado no rosto a toda a hora, tinha em mim uma segurança interior extremamente forte, dizia tudo que me apetecia, não pensava nas consequências dos actos, fazia o que me apetecia, dava gargalhadas bem alto sem me preocupar com as pessoas que estavam ao meu lado, e amava quem não merecia o amor (lol). Nunca me arrependo do que fiz nesta fase da minha vida em que a juvialidade não se escondia por nada, apenas me arrependo do que poderia ter feito e não fiz... Pois, tudo que fiz serviu para me enriquecer como pessoa!

Hoje, após estes anos, chego à conclusão que sou uma pessoa mais ponderada, com a preocupação de não magoar, de tentar no minimo não dizer nem fazer asneiras, não fazer nada de que me possa vir a arrepender. Gostava só de ter mantido aquele sorriso característico da Joaninha. Não quero dizer com isto que não arrisco... arrisco e muito, ás vezes até demais!

Deixo aqui uma foto dos meus 18 anos!


publicado por Joaninha às 18:59

13
Ago 09

Boa Tarde,

 

Deu-me uma vontade súbita de escrever...

 

Para mim hoje já é 5ªf! O tempo passa muito rápido... ainda no outro dia estava tudo a começar e ja está tudo a terminar... por um lado é muito bom, é bom porque dá-mos mais um passo importante na nossa vida, crescemos mais um bocadinho que seja, apostamos em nós. Acho que não há lado mau, aliás tenho certeza!

Uma nova etapa está aí...

 

Encontro-me escondida no meu esconderijo preferido, aquele local que só é meu, que tem o meu olhar, a minha voz, o meu toque, o meu cheiro... é o meu lugar!

Neste local tenho a oportunidade de me perder nos pensamentos sem que ninguém se cruze comigo, ouço a minha música no som que mais me apetecer, durmo envolvia na calmaria e num silêncio que até mete inveja. O meu espaço é intocável.

Os olhos querem fechar e os pensamentos surgem.

 

Hoje lembrei-me que devo dedicar alguns textos a histórias de criança... essas vão começar a surgir conforme a inspiração dos momentos...

 

Não escrevi nada de jeito, foi mesmo para passar o tempo. Só me lembro de escrever quando estou longe do meu esconderijo!!!

publicado por Joaninha às 19:36

10
Ago 09
Chegou a 4ª semana... Está a chegar ao fim, e os nervinhos começam a fazer-se sentir. O tempo passa rápido, muito rápido!
Não estou nada inspirada para escrever...
Só me apetece dizer que quero férias, quero dormir dias seguidos, quero ficar deitada na areia tempos infinitos, quero ouvir música calma, quero dançar até cair para o lado, ou seja, não sei o que quero!
Sinto-me desencontrada das minhas vontades, dos meus sentimentos, dos meus sonhos...

publicado por Joaninha às 19:08

Boa noite,

 

O fim de semana chegou ao fim, soube a pouco! Quase que nem o senti, o tempo correu à minha frente e eu sem forças não o apanhei. Pregou-me uma partida.

 

Sábado, dia para relaxar. Esteve uma praia muito boa (para quem já não ia à praia à mais de mês). Tapa vento erguido, toalha esticadinha, mp3 a funcionar e vamos lá deitar para uns banhos de sol aproveitar! Acho que por momentos passei pelas brasas, o sol estava tão bom... Deu mesmo para relaxar. Ter ido à praia deu para respirar fundo e pensar no que é importante... De certeza que não pensei em tudo, mas em alguma coisa pensei, isso é certo! Cheguei a casa renovada, com um sorriso mais bonito, com vontade de me divertir. A praia faz milagres. E eu sempre disse que sem praia não sou ninguém, o mar relaxa...

 

Uma noite diferente... Fui até uma disco bem conhecida. Nunca lá tinha ido... É gira, tem um ambiente porreiro, gostei. Pena ser cara! O pessoal cola todo na melhor pista, a pista latina. E como não podia ser diferente, sempre que vou dançar existe algum gajo que se cola a mim, que me pergunta se namoro ou se sou a Rita (lololol). Ontem não foi excepção! E ainda por cima veio ter comigo no pior momento da noite, naquele momento em que eu já não me aguentava muito bem nos saltos altos, a bebida estava a fazer um efeito risonho (lolol). Mas logo parei, não podia fazer palhaçada! Isso é em lugares diferentes, no circo, ora pois, estavam a pensar em quê?! ah ah! Chegar a casa já cedissimo, quase que consegui entrar com o pão! Dormir até era bom se eu tivesse conseguido. apenas passei pelas brasas e ás 13h já estava fora da cama e a almoçar.

 

A tarde do dia que mais odeio. Sim, porque como já devem saber eu odeio o Domingo. Então, como fui ao meu terracito e senti um calor tão bom, propicio a relaxar e para nanar, em que pensei?! Vamos lá para a praia... Hoje fui com uma amiga. Hoje não levantei tapa vento, tive de o pregar ao chão, estava uma ventania que quase me levava pelo ar. As nossas toalhas não se aguentavam quietas, a areia andava por todo o lado, mesmo protegidas pelo tapa vento comia-mos areia! Estava uma praia chata. É a praia do domingo, onde a confusão está instalada e a ajudar tinha-mos o vento a fazer companhia! Por momentos, tive vontade de comer as minhas bolachas para pensar que estava a comer açucar em vez de areia, enganar o sabor (lololol).

Cheguei a casa da praia, música a tocar e aterrei no sofá. Dormi que foi um consolo! Levantei-me já deviam ser umas 22h, isto é que foi nanar! Agora são estas horas e eu acordada. Vida de quem não se organiza!

 

Não gosto do domingo, e este não foi excepção. Estive ocupada, o que é óptimo, mas continuo a dizer que não gosto do domingo. Ainda está para nascer a pessoa que me faça gostar do domingo!

 

Agora vou descansar mais umas horitas, porque amanhã tenho muito para fazer!

 

Beijos

 

 

PS.: Tenho saudades dos abraços fofos de alguém que está longe...

publicado por Joaninha às 00:31

Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
11
12
15

16
17
18
20
21
22

23
25
28
29

30
31


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO