Um Blog para escrever o que me vai no coração, inspirado num blog de um amigo e com o incentivo dele.

10
Dez 09

Na vida poucas são as coisas que fazem sentido... e as que podiam fazer algum sentido são aquelas que nos são tiradas como se de um roubo se tratasse! Somos roubados e a seguir, o primeiro reflexo é perseguir o que é "nosso", corremos e corremos para virarmos a esquina e não alcançarmos nada no horizonte da nossa visão!

Ao virar a esquina ficamos despidos de tudo... despidos de força, de vontade... apenas ficamos com um desalento, desânimo, tristeza agarrado a nós. Podemo-nos mexer que essa sensação permanece! Podemos ficar no mesmo sitio que a sensação é de impotência! Dentro de nós tentamos buscar uma réstia de força, tentamos encontrar um novo sentido para tudo, mas tudo está tão escondido que por muito que se remexa mais dor sentimos!

Podemos estar rodeados de gente, de uma multidão, que a dor continua, o desanimo não se vai embora, as lágrimas caem a cada abraço recebido das amigas! Tudo está guardado dentro, bem dentro do nosso ser, da nossa alma... e quando alguém toca muito levemente nada se controla e tudo se descontrola!

A vida tira da mesma forma como dá, nós humanos que somos não sabemos lidar som determinados sentimentos. A perda é um sentimento de impotência que rasga os musculos a cada tentativa de movimento, cada gesto e cada olhar diminuem a sua intensidade, chegamos ao ponto em que só apetece estar na cama. Respirar, abrir os olhos, sentir a luz do dia, nada disso queremos... Apenas existe na memória "quero estar só e sem barulho".

Onde está o sentido da vida, onde está a vontade de ver o sol brilhar?! Tudo foge ao minimo deslize, à minima rasteira da vida...

publicado por Joaninha às 00:20

Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
22
23
24
25
26

27
28
30
31


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO