Um Blog para escrever o que me vai no coração, inspirado num blog de um amigo e com o incentivo dele.

04
Set 12

Conto com 31 anos. Recordações são imensas, mas existe muita coisa que já não me lembro... Só devia dizer aos 80, LOL.

Saudades dos tempos de criança em que brincava na rua, ora andava de bicicleta, ora jogava à bola, ora desmontava carrinhos, depois já cortava as bonecas ao meio, ora fazia papas de terra e água! Tanta coisa se fazia em criança... Eram os talheres da mãe perdidos no meio da terra e depois vinham os berros, o ameaçar de levar por fazer asneiras (mas para mim era brincar). Nunca sozinhos, haviam sempre os primos, o irmão, os vizinhos... Dias em que podíamos ser crianças, nada invadidos pelas novas tecnologias. Aliás, o que era mesmo um computador? Ahhhh, o meu tio tem!

Hoje, e depois de muito levar da vida, sinto saudades das risadas desses tempos, das correrias, de me sentar na soleira e quando me levanto trago um belo selo nas calças, sim era mesmo m**** que estava na soleira, LOLOL. Doces??? Esses eram de vez em quando, só quando o rei fazia anos. Comer um ovo kinder era apenas ao domingo, à semana comias fruta e possivelmente um gelado. Mas era bom correr na rua e ir indo perder os dentes, LOL. Eu era a felizarda que ficava sempre sem um nas brincadeiras, oba oba!!! eheh

31, já tenho idade para ter juízo, idade para ter as coisas mais definidas na minha vida, para correr atrás de algo que realmente seja importante! Mas não, ando aqui eu a adiar coisas que desejo em detrimento de um estágio que a lado nenhum me levará, é que nem ao subsídio de desemprego me leva! Mas não é isso que me incomoda, porque eu sei que consigo alcançar outras coisas, sou suficientemente teimosa para tal. Podia ser aventureira e fazer-me ao mundo, mas cá dentro de mim nada está preparado. Vou viver um dia de cada vez, com um objetivo de cada vez, e assim, atingindo meta após meta, até ter algo meu, apenas meu! É complicado, por vezes, tomar decisões, saber que podemos falhar, mas sem risco não se faz nada, não se caminha!

 

Voltava a ser criança, mas apenas para viver sem preocupações, sem ter de pensar no amanhã.

publicado por Joaninha às 13:14

Setembro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO