Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

moveon

moveon

Ao som de...

 

Ao som de....

 

Tentando pensar na vida, tentando perceber o que não tem explicação...

 

Olha-se no espelho e visualiza-se uma mulher "seca". Seca de expressão, de sentimento, de reacção, de atitude. As roupas que enverga são como lençóis caídos no arame. O seu olhar é caído, os ombros estão curvos sem força de se erguerem, a cada dia que passa o seu corpo fica um esqueleto mais explícito. Nem o sorriso do melhor amigo e a anedota do melhor comediante a fazem olhar com mais esperança para a vida.

 

Ela tem um dom natural e especial, um dom com a força de ultrapassar tudo que fossem pedras. Em tempos era uma força inata que movia ventos e rochas. O seu dom era um sorriso capaz de muito, senão de tudo.

A inércia roubou-lhe algo de mágico e que nem a poção mágica da fada madrinha lhe consegue revelar onde está a porta certa!

 

O labirinto não acaba!!!

 

As músicas enchem-lhe o coração de batimentos sentidos, a mente de memórias... e fica sempre o desejo de viver uma secreta paixão visível através do brilho dos olhos.

 

Sempre que amanhece é um dia a menos na corrida contra o tempo, é um dia a mais na sua experiência de vida, é um dia a menos de respiração, é um dia a mais na tentativa de sorrir... Enquanto subtrai soma e assim está a ser feita a sua caminhada!

 

"És passado, és presente, és o futuro que há-de vir"

Provas para quê!?

 

Pensamentos que vagueiam na mente...

 

Em determinados momentos da vida ou na vida, temos a necessidade de encontrar respostas para aquilo que muitas vezes não merece resposta.

Existem dias em que tudo parece negro sem qualquer horizonte, sem qualquer razão de ser, em que tudo está sem sentido, sem cor e sem motivo... Nesses dias correm lágrimas e por muito que as tentem estancar elas furam por entre a vontade involuntária e entre os dedos que as tentam acalmar e enxaguar... E é nesses dias que tudo acontece... O mundo que nos rodeiam bombardeia em todas as direcções e incapazes nós nem nos movemos, acabamos sim por ser atingidos pelos gestos e palavras mais insignificantes... Nesses dias descobrimos o verdadeiro significado ou valor da amizade e da palavra amigo... Nesses dias tudo está perdido... E após várias tentativas à descoberta dos porquês surge uma vontade de nos deslocarmos até quem mais gostávamos que nos ouvisse, apoiasse, e desse aquele abraço, aquele beijo, aquela palavra, aquele carinho especial e diferente de todos os outros... Pernas, braços, mãos... tudo move-se nesse mesmo sentido! Essa pessoa existe, ela está lá, mas cheia de reticências, cheia de fechaduras, muros altos, torna-se inalcançável, está provida de todas as armas e mais algumas... Não adianta de nada querer respostas, querer atitudes, olhares ou até mesmo aquele gesto e carinho, se essa pessoa apenas te dá a sua presença e mesmo essa em duração curta e em contra-relógio!!! Parece impossível, mas é a verdade dos momentos difíceis! Uma verdade dura mas realista. Sim... em busca de respostas verbais e apenas se sai com atitudes. Não era esta a busca procurada, mas foi a dada, foi a resposta traduzida em gestos, em gestos que não eram os mais desejados. Foram os gestos possíveis de se encontrar.

Não há culpas nem culpados, não há protagonistas nem actores secundários, não há palco nem plateia, é uma história criada em cima de um palco imaginário e frágil. Uma história começada pelo fim... Isto é como querer construir uma casa pelo telhado quando antes são necessários alicerces firmes e robustos.

 

Será que era mesmo preciso tudo isto?!

Aos olhos de pessoas especiais é preciso ver e ouvir para crer, crer naquilo que a cabeça já sabe mas que o coração não aceita.

Bem ou mal, acho que a mensagem andou a ser passada. O coração comanda a vida com os sentimentos, a cabeça usa a razão. Para que vamos expor sentimentos quando a razão diz o contrário?! Para quê a exposição de um sentimento se depois a queda torna-se dura e feia?! A razão deve ser usada antes de nos magoarmos com a pressa de querer ter aquilo que ainda não é para nós.

 

Se calhar até te amo, se calhar até tens valor para mim, se calhar há em mim uma vontade de te querer perceber, se calhar...

Mas e em ti?! Tens a vontade de quê?! Mais uma vez perguntas sem respostas verbais... e neste caso sem qualquer tipo de resposta!

 

Lutar?! Luto sempre quando do outro lado existe resposta ao estímulo, caso contrário, fico-me por estas bandas de cá, quieta e sossegada. Assim, não perco nada, pois também nada foi meu. Só perde quem antes já ganhou!!!

Mágoa

Hoje apenas me apetece dizer que o mundo não presta para nada...

Estou farta e cansada de toda a gente... pessoas que apenas gostam de magoar sejam elas quem for, de que maneira for!!!

 

Lembrei-me que começo o mês de Maio a rir, entro em Junho e choro... O verão vai terminar e eu mais vou chorar...

 

Se num belo dia de Março, há 2 anos atrás, tudo tivesse sido diferente....

Hoje, não escrevia neste blog e não largava lágrimas...

 

Vou beber, dançar e tentar sorrir, porque nada vale a pena. Só eu sei o que é dizer isto... e pior sentir!!!

 

beijo

Era uma vez um dia

Era uma vez um dia,

 

Em miúda lembro-me de ter feito uma pergunta "Como é que nos apaixonamos?", e a resposta apenas foi "Um dia descobres.".

 

Um dia,

Olhei fixamente para um rapaz e não sei muito bem porquê senti um frio na barriga... será que me estava a apaixonar?! Acho, que nem eu ainda hoje, sei muito bem a resposta.

Em tom de desabafo, acho que me estava era a apaixonar pelo amigo e ele interrompeu a coisa, lol... Ironias do destino!!!

 

Mais tarde, noutro dia,

Acho que me cheguei a apaixonar... mas por fim habituei-me à sua presença. Ironia do destino, queda secundária, acontece. E assim, faz-se mais uma aprendizagem de vida! De uma paixão veio a desilusão... Tudo continuou apenas com outro sabor e outra cor!

 

Noutro ano,

E porque os fantasmas existem... alguém me mostrou que em mim há uma Joana que afinal tem vida... Gostei muito mas ficou a sombra do fantasma... Ficou um desejo indesejável...

 

Mas,

E porque existem muitos dias,

Todos eles são diferentes,

Aparece sempre mais alguém...

E outro alguém,

E alguém diferente em qualquer coisa...

 

Apaixonada não estou, enamorada também não. Então como estou eu?! Costumo dizer que estou perdida na minha confusão. Mas será que estou mesmo?! Como posso encontrar a resposta?!

Será que há alguém que poderia responder?! Sei lá!

 

Um olhar faz diferença, faz toda a diferença...

Hoje recebi um sorriso, um olhar e um gesto carinhoso... Só isto deixa-me feliz, faz-me sorrir!

 

Um dia,

Vou-me apaixonar de verdade e viver o meu sonho de Cinderela Princesa!

O que de melhor posso ter...

Não vês ou não consegues ver o que de melhor tens?!

 

És...

"Antes de mais... directa, sincera, quando te entregas não consegues deixar as coisas pela metade... pareces super carinhosa, preocupada com quem pelo menos pensas merecer essa preocupação... sei lá... especial!!! Muito transparente...

Depois determinada, quando tens razão melhor não ta tirarem... não guardas, resolves na hora sempre que possível! Personalidade bem vincada... acho que nem que o quisesses nem que te esforçasses conseguias ser falsa... sei lá...

Isto é o que faz de ti especial... tudo menos banal!!!"

 

É engraçado como existem pessoas que ao falarem comigo conseguem perceber a pessoa que sou... Tento todos os dias usar uma filosofia de vida... Rir e sorrir sempre em qualquer circunstância! Isto também faz de mim uma pessoa especial, digo eu!!!

 

De facto devo ser especial, mas por vezes preciso que me digam aonde anda o meu eu que me torna num raio de sol! Tenho orgulho no que sou, na pessoa em que me tornei, nas minhas conquistas, nas minhas falhas... tenho orgulho nos passos que dou!

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D